Arthur Picolli revela como está sua vida pós BBB e conta sonho realizado

95
Arthur Picolli revela como está sua vida após o BBB21
Arthur Picolli revela como está sua vida após o BBB21

Arthur Picolli, concedeu uma entrevista a revista Quem, onde revelou sobre sua nova vida fora do Big Brother Brasil e futuros projetos.

“No início, de fato, eu só queria fama e cachorrada, como diz o Gil, mas hoje o negócio tomou outra proporção. Hoje quero alavancar a minha carreira, melhorar a minha vida, a da minha família e reerguer meus projetos sociais”,disse o professor de crossfit.

Retorno a Conduru

Após sua saída do programa, Arthur revela que retornou para Conduru, sua cidade natal e diz que agora é visto de forma diferente pelos moradores.

“Para mim, é normal voltar para Conduru. Conduru é Conduru, para mim. Minha terra, minha casa, minhas pessoas. Aparentemente eu não sou mais o Arthur. Agora sou o Arthur de Conduru. Eles me veem de forma diferente.  Agora também fico no quintal jogando bola com os amigos, a família e ficam pessoas no muro tirando fotos, filmando. Uma coisa fora do normal, mesmo”, explica.

Além disso, o ex-bbb revela que teve que fazer aulas de teatro para entrar no reality,por causa da timidez.

“Entrei lá para me jogar. Entrei para viver aquilo, então tive que brigar com meu lado um pouco mais tímido. Fiz sete meses de curso de teatro quando fui para o Rio – alô Walcyr! Olha para mim [risos] – para poder, justamente, ficar desinibido e dar aulas. Eu dava aulas para sessenta e cinco pessoas. Tinha essa questão de não ter vergonha. O Arthur que entrou no Big Brother deste ano, se tivesse entrado na edição do ano passado, não seria a mesma pessoa. Pode ter certeza que seria um dos primeiros a sair e nem seria por problemas, seria por ser planta. Ia ser competitivo em provas, na parte de relacionamentos interpessoais seria um zero à esquerda”.

Leia também:

Realizações pós- BBB

“Já consegui fazer algumas coisas em Conduru, consegui ajudar um pessoal. Eu não tenho muitos luxos, não tenho frescuras. Uma coisa que tinha muita vontade de ter era um carro. Eu trabalhei e comprei. Fiz uma TED para comprar, paguei à vista, foi o maior orgulho. Foi de trabalhos que fechei depois do programa, frutos do BBB. Se eu não tivesse participado do programa, não teria conseguido.

Apesar de comprar a vista o carro, Arthur garante que só comprou para depois dar para o pai, já que é o carro dos sonhos dele.

“Soube que esse carro é o sonho do meu pai. Eu comprei porque pretendo até o fim do ano conseguir trocar e dar este para ele. Foi tudo feito em menos de um mês que saí do programa. Se eu tivesse trabalhado normal como antes, nestes cinco meses, hoje eu teria ganhado R$ 12,5 mil. Eu pago, em meu apartamento, R$ 2,2 mil por mês. Eu teria, hoje, R$ 1,5 mil. Então, o BBB foi um divisor de águas absurdo”.

O crossfteiro afirma que voltaria novamente ao BBB, e que encararia até o reality “No Limite”,mas antes , precisa passar por uma cirurgia no ombro.

“Se eu voltaria para o BBB? Hoje. Agora. Se parar um carro aqui e me levar, eu vou como estou. Também participaria do ‘No Limite’. Eu estava na xepa, então consigo comer um olho de cabra, vai [risos]. Mas tenho que operar o meu ombro e ficar bem, fisicamente, e aí quem sabe? Mas participaria, sim. Aquilo ali é mais tranquilo para mim do que uma xepa, por exemplo, porque já terei consciência de que vou me ferrar. No BBB, por exemplo, achei que teria, sei la, pãozinho na hora em que quisesse. E não é assim”.