Após conversão Mayra Cardi revela incômodo

378
Mayra Cardi sobre conversão: Não consigo usar mais filtro nem decote
Mayra Cardi e Arthur Aguiar

Conforme a musa fitness Mayra Cardi contou em sua rede social como sua vida e pensamentos mudaram após sua conversão.

Andressa Urach retorna ao Miss Bumbum e choca fãs

“Sempre gostei de ser uma pessoa muito livre, postei muitas fotos do jeito queria. Se eu pudesse postava foto pelada, mas o Instagram me derrubaria… Sempre gostei dessa liberdade em todos os sentidos, com o meu corpo, com o que eu falo… Deus entrou na minha vida. Muda tudo quando ele entra, seus valores mudam. Nunca me preocupei com a opinião dos outros, sou muito segura do que eu quero. Mas não consigo mais usar filtro de Instagram e não consigo mais usar decote”, contou.

No entanto Mayra , que é personal trainner, uma filmagem feita pelo ex-marido, o ator Arthur Aguiar, a fez se sentir incomodada.

“Eu estava na piscina e o Arthur começou a me filmar. Fiquei incomodadíssima. Eu de maiô de velha e feliz. E ele: ‘O que foi? Você não queria que eu te filmasse? Está incomodada?’. É assim que eu me sinto no século 21”.

Zezé di Camargo manda seguidora tomar no $#@. Entenda o caso.

Eventualmente ela ainda falou sobre um questionamento do ex e suas publicações passadas nas redes sociais.

“O Arthur me falou: ‘Como é que você olha a sua rede social e se sente?’. E eu: ‘Muito feliz’. Não vou apagar absolutamente nada. Aquela era eu. Me sentia muito segura. Graças ao meu passado, sou quem eu sou hoje. Não apago nada do meu passado e não quero esquecer nada. Inclusive em todos os âmbitos e erros da minha vida.”.

Casamento

Nesse meio tempo o ator também falou sobre o fim casamento com a influencer e suas atitudes, que o fizeram amadurecer depois do término do relacionamento.

Afinal pessoas próximas a mim me perguntavam se eu não tinha vontade de esquecer tudo o que aconteceu. Não queria. Quando a gente esquece o que aconteceu com a gente, a probabilidade da gente fazer o erro novamente é muito grande. A gente tem que olhar para nossos erros, ter consciência, assumir as nossas responsabilidades e ter certeza de que aquele lugar é o que a gente nunca mais quer voltar”, analisou Arthur.