Caso Henry Borel: Policia prende mãe e padrasto do menino.

73
Caso Henry Borel: Policia prende mãe e padrasto do menino.
Monique Medeiros e Vereador Jairinho

A policia Civil do Rio de Janeiro prendeu temporariamente nesta manhã de quinta-feira(8) o padrasto e a mãe do garoto Henry Borel. Após investigação policia conclui que a criança foi maltratada e morta.

O vereador dr Jairinho e Monique Medeiros foram pressos na casa de uma tia em Bangu, após a policia procurar pelos dois nos endereços dados a policia.

A polícia suspeita que Jairinho tenha agredido a criança e que a mãe sabia. Investigadores acreditam, ainda que, semanas antes da morte, o padrasto torturou a criança.

Segundo ainda as investigações a mãe sabia dos maus-tratos sofrido pela criança, como revelou as mensagens trocadas por Monique com a babá da criança.

Gustavo Lima compra carro de valor milionário

Henry Borel tinha 4 anos e foi morto no dia 8 de março de 2021, no apartamento onde morava com a mãe e com o padrasto. O laudo do IML porém, apontou que o garoto sofreu diversas lesões graves em diversas partes do corpo.

A perícia apontou ainda que a causa da morte foi uma hemorragia interna e uma laceração no fígado causada por uma ação contundente.

Monique e Jairinho contaram a policia que a criança havia sofrido um acidente doméstico. Eles alegaram uma queda no quarto onde Henry dormia.

Entretanto um mês após investigações o casal será indiciado por homicídio duplamente qualificado ao mesmo tempo que foi torturado sem que a vítima pudesse se defender.

A investigação também apontou que a babá do garoto mentiu em seu depoimento, quando contou que a criança teria um bom relacionamento com o padrasto.

Além disso  a policia civil contou  que a criança sofria uma rotina de sofrimento e agressão nas mãos do casal.